terça-feira, 20 de novembro de 2007

Consciência Negra


Consciência Negra
Descobrir...
Em cada semelhante
Um pouco de si!

Negra pele...
Vitima de tantos ultrajes!
Pele negra...
Raça forte...
Memórias de um povo
Sacrificado!

Um povo que lutou
Por liberdade!
Sofrido e
Amargurado...
E mesmo assim
Um povo feliz!

A vós um poema
Simples homenagem
A esta ciência
Minha reverência!

Ciência de um povo
Que deixa aqui
Suas fortes marcas
Em mim e em ti!

Na beleza desta raça
Cujo tenho descendências
Minha origem negra grita...
Liberdade... Consciência!

Consciência da ciência
Desta minha descendência
No mestiço o meu espelho
Na origem estes traços!

Consciência da ciência
Da divina providência
Consciência negra grita...
Igualdade... Igualdade!

Um comentário:

Jornalista disse...

E um viva para a diversidade!!!
À beleza dos negros, dos brancos, dos amarelos, dos marrons.. À beleza dos baixos, dos altos, dos "médios"... À beleza dos magros, dos gordos e dos esbeltos... À beleza que eu acho bonita e à beleza que você admira... À beleza escondida, à disfarçada, à escancarada, à discreta e à exibida... Todos somos diferentemente lindos... E essa diferença é o que nos torna ainda mais bonitos!